Os melhores violinistas do século XX-Parte 2 – Isaac Stern

photo_20180710_127864A foto acima foi salva  de findagrave.com e encontrada no Pinterest.

Isaac Stern nasceu em 21 de julho de 1920 em Kremenetz, Ucrânia, numa família judaica. Sua mãe cantava e iniciou Stern no piano logo cedo, ela mesma lhe ensinava mas Stern ouviu o vizinho tocando violino e desejou estudar este instrumento.Quando ele tinha 14 meses, sua família se mudou para São Francisco.

Com 8 anos de idade  Stern se inscreveu no Conservatório de Música de São Francisco, onde estudou até os 11 anos. Depois foi ter aulas particulares com Louis Persinger mas retornou ao Conservatório na classe de Naoum Blinder onde estudou mais cinco anos. Stern o admirava por ensinar com um estilo que favorecia e valorizava a musicalidade instintiva sobre escalas, técnicas e exercícios.

photo_20180725_107123A foto acima foi salva por Gianfrancesco Tonoli. Foto de Erich Auerbach em Getty Imagens e encontrada no Pinterest.

Sua estréia para o público foi aos 16 anos tocando o concerto para violino em si menor de Saint-Saens acompanhado pela a Orquestra Sinfônica de São Francisco, sob a regência de Pierre Monteux.

As primeiras críticas o deixaram em estado de choque e o fizeram questionar se não seria melhor ser maestro, mas ele decidiu continuar tocando e as críticas futuras tornaram-se positivas.

No início descreveram Stern como um recém-chegado promissor que provavelmente seria ouvido novamente.

No The New York Times, Olin Downes elogiou a “extensão de sua técnica e seu espirituoso direto tocar”, mas reclamou que “seu arco pressiona demais e vibra muito pouco a corda” e que ele era frequentemente estridente nos registros superiores.

Sobre isto Isaac Stern disse: “Lembro-me de pegar um daqueles ônibus de dois andares de Nova York e andar por aí por cinco horas pensando em meu futuro. Devo aceitar um emprego seguro como mestre de concertos de uma orquestra? Eu tive uma oferta. Eu não sabia o que fazer. Finalmente eu disse a mim mesmo: ‘Droga, eu quero tocar!’ Então voltei para Nova York no ano seguinte e recebi ótimas resenhas, e talvez nem tenha tocado tão bem”.
photo_20180725_960490

A foto acima é do Google.es

O empresário de Stern, Sol Hurok desde 1939, organizou concertos e turnês em diversos países para Stern e tinham um bom relacionamento duradouro que findou com a morte do empresário em 1974.

Em 1944 Stern estreou com a Orquestra Filarmônica de Nova York, lugar onde participou em mais de 100 concertos.

Em 1950 foi considerado um dos melhores violinistas  do circuito de solistas e também o primeiro violinista treinado nos EUA a obter grande respeito internacional.

Isaac Stern era muito devotado ao Carnegie Hall, lugar onde fez mais de 200 concertos. Em 1960 o Carnegie seria demolido para ceder lugar a uma torre de escritórios mas Isaac ajudou a liderar uma campanha entre músicos e público musical para salvar o salão, que foi muito bem sucedida. Então foi eleito o Presidente da Corporação Carnegie Hall, que administra o salão. Em 1997 a sala principal de concertos foi nomeada de Auditório Isaac Stern em homenagem a seus esforços para salvar o Carnegie Hall.

photo_20180724_279608

A foto acima é da Wikipedia

No início dos anos 60, eram poucos os solistas que se dedicavam a música de câmara, mas Stern formou um trio com o pianista Eugene Istomini e o violoncelista Leonard Rose para se apresentarem e fazer gravações. Mais tarde formou outros grupos de música de câmera com outros músicos também.

Isaac era também consultor da agência de gestão ICM Artists, presidente da Fundação Cultural América-Israel, presidente do conselho musical do Jerusalém Music Center e encorajou e abriu portas para jovens talentos musicais como Yo-Yo Ma, Jian Wang, Itzhak Perlman, Pinchas Zukerman, Sr.Ma, Sr.Axe, Shlomo Mintz, Sergiu Luca, Joseph Swenson, Cho-Liang Lin e Yefim Bronfman.

A partir de 1946 também tocou em trilhas sonoras para cinema.

Em 1945 fez suas primeiras gravações para a Columbia e gravou exclusivamente a este selo por toda sua carreira. A Sony Classical celebrou seu quinquagésimo aniversário com a gravadora em 1995 lançando 44 cds “Isaac Stern: A Life in Music”.

Em sua autobiografia escrita junto com Chaim Potok “My First 79 Years”, Stern diz que Natham Milstain e Arthur Grumiaux foram os violinistas que mais influenciaram no seu estilo pessoal de tocar violino.

Em 1987 Stern recebeu o Grammy.

Isaac Stern morreu em 22 de setembro de 2001 em Nova York, EUA por insuficiência cardíaca aos 81 anos.

photo_20180725_994153

A foto acima é da Wikipédia.

Isaac Stern tocou em muitos violinos, de modelos diferentes. É muito comum um virtuose escolher o violino que melhor combina com a peça musical a ser interpretada. Mas o violino predileto dele era um Guarneri Del Gesù ‘Ysaye’, fabricado pelo luthier Giuseppe Guarneri del Gesù, em Cremona.

Vamos colocar alguns vídeos do YouTube que selecionamos para que possam apreciar o som deste talentoso violinista. Clique nos links para ouvir esses belíssimos sons de Isaac Stern:

Concerto Violino – Sibelius in D minor

Sonata 1 Bach para Violino

Concerto Beethoven in D Major opus 61

Sonata Tartini in G minor op.1 número 10

Quinteto Schubert in C Major op.163, D.956

Sonata de César Franck in A Major

Liebeslied de Fritz Kreisler

Isaac Stern, melhores violinistas do século XX, melhores violinistas, virtuoses violino, música erudita, áudios Isaac Stern, Concerto Sibelius violino, Sonata 1 Bach violino, concerto Beethoven violino, Sonata Tartini Violino, Quinteto Shubert C Major, Sonata Violino César Frank, Liebeslied Fritz Kreisler.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s